quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Entre o Certo e o Incerto

Numa encruzilhada da vida
Eis-me entre o certo e o não certo!
Entre o que desejo
E o que pretende ser a minha salvação.
O que desejo não é certo
E o que é certo
Não sei se desejo!
Tudo é incerto nesta dimensão que desconheço.
Receio estragar o que me envolve
Tentado colmatar o que me falta
Mas tudo o que desejo
É ter na alma o que me apraz
E não sei sequer se o que desejo
É o que me falta!

9 Comments:

Blogger mariazinha said...

A única coisa certa na vida é a morte... e se o desejas, falta-te. talvez não com a razão, mas decerto com o coração.
Todas as escolhas são difíceis e implicam perdas. Faz parte do pacote.

Beijo*

4/1/08 21:20  
Anonymous CresceNet said...

Gostei muito desse post e seu blog é muito interessante, vou passar por aqui sempre =) Depois dá uma passada lá no meu site, que é sobre o CresceNet, espero que goste. O endereço dele é http://www.provedorcrescenet.com . Um abraço.

6/1/08 20:40  
Blogger andorinha said...

A vida é sempre feita de escolhas e ainda bem que assim é.
Essas escolhas não têm que ser definitivas, podemos alterá-las ao longo do percurso...isso
é bom.

Nunca percas de vista os teus desejos:)

Beijo*

7/1/08 19:05  
Blogger Lux Caldron said...

Crescenet

Ok, talvez lá passe um dia destes...


Mariazinha e Andorinha

Sim têm a razão. A vida é feita de escolhas, e elas estão e estarão sempre presentes, ainda bem.

Esta já foi feita, vamos ver como corre :)

Dark kiss* meninas

7/1/08 21:20  
Blogger andorinha said...

Vai correr bem, aposto:)

8/1/08 00:07  
Blogger Ana said...

Que tal partir à aventura?!? ;)

8/1/08 20:49  
Blogger Lux Caldron said...

Espero que sim amiga Andorinha, espero que sim!

Dark kiss*



Ana

Já parti! Agora é esperar não ser comido por uma tribo de canibais numa qualquer ilha onde naufrague :)

Dark kiss*

10/1/08 15:19  
Blogger Frankie said...

Ando tão calada eu, não é?!

Pois é, mas se pensavas que te tinhas livrado aqui da assombração de serviço do teu blog, estavas muito enganado! ;)

Já li este poema há muito mas nunca o consegui comentar...

Acho que esse tipo de "indecisões/incertezas" me é tão familiar que nada do que pudesse dizer servivia de grande alento...

Por isso, digo-te apenas que gostei.
Gostei da forma como conseguiste traduzir aquilo que tabntas vezes tentei e nunca fui capaz...

Dark kiss*

16/1/08 09:12  
Blogger Lux Caldron said...

Que todas as minhas assombrações fossem como tu amiga Frankie!

Acho que este tipo de "indecisões/incertezas" são comuns a todos nós. Afinal com já disse aqui antes a Andorinha: "a vida é feitade escolhas"...

Dark kiss*

16/1/08 15:03  

Enviar um comentário

<< Home

Free Web Site Counter
Free Counters