sexta-feira, 16 de maio de 2008

Levaste-me a Dar Uma Volta

Levaste-me a dar um volta lá fora.
Mostraste-me um mundo de que já me esquecia...
Levaste-me a enfrentar a Luz que temia!
Mostraste-me que toda a dor acaba em alguma hora...
Na minha solidão vivia a minha eternidade
Deixando de lado um mundo que não me seduzia.
Levaste-me a dar um volta pelo que eu merecia...
Levaste-me a viver a eternidade sem temer a realidade!

14 Comments:

Blogger Miguel Barroso said...

Quem isso fez, fez bem!
Abraços

16/5/08 22:59  
Blogger andorinha said...

Está lindo, Lux!
"Levaste-me a viver a eternidade sem temer a realidade!"
Este é um dos pensamentos que ficarão para sempre cravados na minha pele e gravados no meu coração.
Obrigada:)

Beijos*

18/5/08 15:10  
Blogger mariazinha said...

a well deserved walk on the (good) wild side :)

beijo*

18/5/08 17:59  
Blogger Tis said...

"Levaste-me a dar um volta pelo que eu merecia..."

por muita descrença que se tenha pelo mundo, de uma maneira geral, nos temos que saber colocarmo-nos como agentes activos desse mesmo mundo, transformando-o e melhorando-o (nem que seja somente no raio do nosso alcance)!

claro que é importante a pessoa que te "levou a dar uma volta"; mas mais importante és tu que te deixaste "ser levado", acreditaste, confiaste e caminhaste...

o mérito é teu!

p.s. ah! tens bom gosto e sabes em quem confiar!! :)

Beijo
Tis

19/5/08 14:04  
Blogger Frankie said...

Anda a fazer-te muito bem, ela :)

Está lindo.

Dark kiss, my friend*



PS: Cortas-te o cabelo?! ;)

20/5/08 09:15  
Blogger Frankie said...

Ai Lux... Aquilo é que foi um sermão, que me deixaste! :$
Mas, admito, foi merecido.

Tenho plena consciência que aquele não é o tipo de textos que aqueles que se preocupam comigo gostariam que eu escrevesse.
Eu sei.
Como sei que nem tudo o que, num desabafo, escrevo corresponde ao meu procedimento e à minha realidade diária.

Mas, do mesmo modo que tenho consciência de tudo isto, sei também que há dias em que se torna quase impossível não ceder ao turbilhão de pensamentos -e dores e sofrimentos- que me esmagam.
É nesses dias, mais do que em quaisquer outros, que preciso de escrever.
Não posso dizer que me ajude. Nem sempre o faz; talvez até não o faça, na maioria das vezes, mas sinto essa necessidade.
É normalemente nesses momentos que surgem aqueles textos.
Nunca me inibi de escreve-los porque são uma forma de racionalizar a minha dor.
Só não sei até que ponto estarei certa ao colocá-los no blog pois sei que, ao fazê-lo, algumas pessoas ficarão -inevitavelmente- preocupadas.

Racionalizando o que acabei de dizer, talvez possa concluir que é a forma que tenho de pedir mimo ou atenção. Não sei se será e, confesso, prefiro pensar que o não é. Mas, mesmo que seja só isso, fico feliz de ter pessoas como tu, que mo dão, quando mais preciso.

A big dark kiss, my friend*



PS: Como vai a vida?! E a "canalhada"?! Anda a jogar bem? Que tal o estágio?!

22/5/08 13:15  
Blogger Lux Caldron said...

Frankie

Anda a fazer muito bem mesmo... :)

Quanto ao segundo comment já te respondi no teu canto...

Ahh!!! Quanto ao estágio, sim está a correr bem. Está a acabar o estágio e a começar a continuação do trabalho no clube. A época acaba este fim-de-semana e não tendo ficado em primeiro acabamos por fazer uma excelente época. O relatório é que ainda está atrasado :( mas com um bom tempo de trabalho acho que vai lá...

E tu, como estão as pesquisas?

Dark kiss*

23/5/08 00:21  
Blogger Lux Caldron said...

Tis

:) Por acaso o meu bom gosto é óbvio mas tu podias ser um pouco menos convensida, não :)=

A very special dark kiss*

23/5/08 00:24  
Blogger Lux Caldron said...

She took for a walk... a very good one...

Dark kiss Mariazinha*

23/5/08 00:26  
Blogger Lux Caldron said...

Andorinha

É uma honra ficar com um verso gravado no teu coração.

Dark kiss*

23/5/08 00:28  
Blogger Lux Caldron said...

Miguel Barroso

Fez muito bem realmente... Obrigado pela passagem.

Abraço

23/5/08 00:29  
Blogger Tis said...

Sexta-feira, 25 de Maio de 2007
autoria: Lux Caldron
Onde

"Onde estás que eu te procure?
Por onde andas que não te encontro?
Irás algum dia aparecer-me à frente?
E se sim, irei eu dar por ti?
Vivo na solidão à espera de alguém.
Alguém que desconheço e nunca vi...
Ou vi, mas distraído não reparei, não senti
O que esse alguém me deveria fazer sentir...
Vem de uma vez, sejas tu quem fores!
Faz-me feliz como ninguém antes de ti!
Leva-me à loucura uma e outra vez!
Traz-me de volta à vida que há muito já esqueci! "

passei os olhos por este poema. nao foram so os olhos se impressionaram com ele. talvez fossem eles os primeiros a recentirem-se com este pedido... e demonstraram que ele nao me foi indiferente.

a vontade de mudar é sempre a luz, a guia para a mudança. porem, da mesma forma que tem que haver luz; tem que haver visibilidade por parte dos outros que o vontade é esta.

nao sei muito mais o que dizer... so sei que o estado em que estou neste momento é estranho... este poema nao me foi de todo indiferente!!!

como é que ninguem antes ouviu este pedido??? o mundo esta muito hipocusico, quase surdo portanto...

ou serei eu tisica?!

24/5/08 19:58  
Blogger Bruxinhachellot said...

Nada temer. Uma volta produtiva por sinal.

Beijos de fadas.

28/5/08 16:19  
Blogger Lux Caldron said...

Bem produtiva,sim...

Dark kiss Bruxinha



Não sei o que serás nem o que fez com que ninguem tivesse ouvido este apelo antes... sei que valeu a pena esperar.

Dark kiss Tis*

3/6/08 23:49  

Enviar um comentário

<< Home

Free Web Site Counter
Free Counters